Alerta: falta de conhecimento bíblico produz a dependência e escalda a ignorância

Quero ser objetivo e claro nas minhas próximas palavras. O homem tem todos os ingredientes à mão, necessários para percorer o caminho ensinado por Cristo: o livre acesso à presença de Deus através da oração, o Espírito Santo, a bíblia e a fé. Historicamente o homem se submete à dependência a outros homens para o conhecimento da bíblia e, sobretudo, para uma espécie de intermediação a Deus. Ingênua ou consciente ignorância? Líderes, ministros, sacerdotes surgem arrastando multidões, trazendo palavras doces ao coração de quem deseja uma cura, uma oportunidade de emprego, uma solução primariamente material. Tais obreiros usam a bíblia a seu favor, distorcendo o contexto original dos versículos bíblicos, já que as ovelhas do mundo da era da conectividade preferem aceitar passivamente as pregações dos púlpitos do que meditar dia e noite na palavra. Claro que satanás é esperto: ele ocupa as almas dos homens com a correria desenfreada do materialismo, exaurindo o tempo, produzindo desculpas elementares nas mentes humanas de que “não dá tempo”. Pobre e ignorante o homem que não se alimenta com a leitura da bíblia, que não usufrui do conhecimento e amadurecimento gradativo da palavra do Senhor. Tudo o que precisamos saber está lá! Nesta época confusa e destrutiva na história do cristianismo, é essencial que nos voltemos para a palavra, pois nela está a única verdade. Nenhum líder religioso está acima da palavra, contudo, ele estará para aqueles que a desconhecem. Não pensemos que apenas nos modelos do evangelho da properidade encontramos os aproveitadores e os ignorantes de bíblia. A corrupção é generalizada. Pregar em interesse próprio, sorrateiramente, pode ser contemplado em púlpitos tradicionais. Homens que se colocam como o ungido do Senhor e que declaram até maldições para aqueles que não lhes obedecem cega e totalmente. Homem dependente de homem e não de Deus; homens que dizem trazer para a igreja a vontade e visão absoluta de Deus – e só eles têm a visão (ovelhas jamais).  A palavra ungido, por exemplo, se refere aos profetas, sacerdotes, reis e a Cristo. Líderes, por sua vez, são vocacionados e escolhidos, mas é comum ver por aí um pastor afirmar que é um ungido no mesmo peso que o ungido rei Davi ou o próprio Cristo. É uma forçassão e tanto. Homem: não confie no homem, confie na bíblia. Esteja aberto para receber as porções derramadas nos púlpitos, mas atentos para verificar se de fato condizem com as escrituras. O evangelho atravessou os séculos e está disponível a todos – basta levar às mãos ao livro ou uma simples navegação para os que preferem a versão digital. O nosso pastor é Cristo; o nosso sacerdote é Cristo; o nosso salvador é  Cristo. Que você seja um cristão que conheça a palavra do Cristo e, sobretudo, o Cristo da palavra.


One Comment on “Alerta: falta de conhecimento bíblico produz a dependência e escalda a ignorância”

  1. Articolo molto interessante di sicuro non sempre i soliti consigli triti e ritriti grazie per lo spunto.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s